Home

Invasor 1 - San Garcia

Meu silêncio bate na sua porta e você não atende. Ele passa por debaixo da porta e te procura dentro do seu quarto, debaixo do lençol. Você disse que te amarra pelo pescoço e trava a sua garganta para que se torne teu silêncio também. Divido meu silêncio e o comprometimento de nada resolver, assim como a culpa de tudo deixar de lado. Tudo? Tudo não! Vamos parar pra pensar que isso é coisa pouca. É uma pequena augústia que a gente sempre recorre quando se sente morto, tipo um “me petisca!”, ops!, me belisca! Vamos fazer um trato? Vamos deixar num canto ajoelhado no milho que o joelho disso já tá calejado mesmo vai fazer pouca diferença. Pensa que se fosse tão importante assim como fome ou sede a gente já teria matado alguém pra conseguir ter o que quer. Falando assim parece tão irrelevante.

***

Pra passar o tempo a gente deveria escrever um livro sobre o tédio. Não tem nada demais em conhecer o mundo, eu tem experiências, em conhecer pessoas. Na verdade gente é uma grande bosta, principalmente gente como a gente… Gentinha. A gente passou pela vida sem grande esforço, sem grandes vitórias. No nosso mundinho chuva era lucro pra não ter motivo de brincar na rua e enfrentar os moleques!

E agora a gente ganha um salário. Ninguém vai reclamar mais… chamar a gente de vagabundo. Ninguém vai compartilhar nossas glórias porque estas são muito próprias e se baseiam em fazer uma piada interna e achar que somos únicos, seres brilhantes mal compreendidos. Tipo assim… Unicórnios! Você sempre foi minha Uni mesmo. Tá eu lá indo pro mundo real e vem você e me puxa dizendo que aqui no limbo é melhor, que é muita ousadia minha achar que vou me adaptar por lá. Obrigada. Sei que está me protegendo porque aquilo lá uma grande invencionice e a gente é muito gênio pra perceber isso. Das vezes que estive lá sem te avisar quebrei a cara e me custa muito te dizer isso. Você sabe como eu sou… Mais que eu até que não me enxergo.

Falei muito? Quebrei nosso silêncio? Desculpe-me. Verdade seja dita que quando isso acontece é só pra te lembrar. Lá é uma merda. Não vá que é esparro. Larga tudo e volta pra mim!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s